Uma menina de um ano morreu carbonizada e outras duas pessoas ficaram feridas em um incêndio em uma casa, em Assis (SP), na manhã deste sábado (21). O suspeito de atear fogo na casa é o pai da criança, segundo o delegado Luiz Antônio Ramão. O homem morava no local com a mulher, a sogra e quatro filhos.

Segundo a Polícia Civil, a mãe do bebê, de 23 anos, tentou salvar a filha, mas não conseguiu e ficou gravemente ferida, com queimaduras em todo o corpo. Ela foi encaminhada para o Hospital Regional.

A sogra do suspeito, que também mora na casa, teve queimadura leves e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade, mas já teve alta.

Os outros três filhos do casal, de 8, 6 e 2 anos, conseguiram fugir quando o incêndio começou e não se feriram.

O suspeito de 29 anos foi detido e levado para delegacia prestar depoimento. Segundo o delegado, ele negou ter ateado fogo na casa, mas vai responder por homicídio duplamente qualificado, por usar meio cruel e impossibilitar defesa. Ele também vai responder por tentativa de homicídio. O suspeito será levado para cadeia de Lutécia. G1

* Com informações de Pedro Salgado/TV TEM

Últimas Notícias : Pages : FM Integração

Thumbnail Familiares e amigos da jovem Raissa Levy, de 15 anos, de Botucatu, estão pedindo ajuda após o desaparecimento da garota. Segundo informações, Raissa teria ido em uma balada denominada Top Night, no Jardim Marajoara, na sexta-feira, 18, e não teria mais feito contato ...
Thumbnail   A Diretoria de Saúde adiou o início da campanha de vacinação antirrábica na zona rural de São Manuel, que seria no sábado, dia 19 de agosto, por conta do mau tempo. A data prevista, portanto, é o sábado próximo, dia 26 de agosto.A vacinação será realizada em cachorros e gatos...