A Polícia Ambiental de Júlio Mesquita (SP) surpreendeu no último sábado (5) um homem que mantinha em sua casa galos da raça índio gigante, um cruzamento de galos de rinha com galinhas caipiras, com suspeita de fazer rinhas. Após a ação, foi aplicada uma multa de R$ 15 mil por maus-tratos e mutilações nos animais.

Segundo a polícia, uma equipe foi até uma casa no centro da cidade e lá encontrou cinco galos índios confinados em cativeiros individuais. Segundo a PM, os animais apresentavam indícios de maus-tratos, com sinais de que estariam sendo utilizados em rinhas de galo, atividade ilegal em que os animais brigam para alimentar apostas em dinheiro.

No mesmo local foram apreendidos ainda um rebolo, um cercado que funciona como uma espécie de “ringue” para rinhas de galo e medicamentos de uso veterinário.

Segundo a PM, o infrator não foi preso, mas passará por uma reunião com um especialista ambiental da Coordenadoria de Fiscalização Ambiental da corporação. Os galos foram enviados ao setor de zoonoses de Marília. (G1)

Últimas Notícias : Pages : FM Integração

Thumbnail Familiares e amigos da jovem Raissa Levy, de 15 anos, de Botucatu, estão pedindo ajuda após o desaparecimento da garota. Segundo informações, Raissa teria ido em uma balada denominada Top Night, no Jardim Marajoara, na sexta-feira, 18, e não teria mais feito contato ...
Thumbnail   A Diretoria de Saúde adiou o início da campanha de vacinação antirrábica na zona rural de São Manuel, que seria no sábado, dia 19 de agosto, por conta do mau tempo. A data prevista, portanto, é o sábado próximo, dia 26 de agosto.A vacinação será realizada em cachorros e gatos...