O presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos, durante reunião da comissão. (Valter Campanato/Agência Brasil/Agência Brasil)O presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos, durante reunião da comissão. (Valter Campanato/Agência Brasil/Agência Brasil)

A reforma da Previdência foi aprovada nesta quinta-feira (04) por 36 votos a 13 na Comissão Especial da Câmara dos Deputados. A aprovação abre caminho para sua apreciação em plenário da Casa, onde, por ser uma emenda constitucional, precisa ser aprovada por dois terços dos deputados em dois turnos.

O governo pretende ter a reforma aprovada na Câmara antes do recesso parlamentar no dia 18 de julho. No segundo semestre, a matéria seguiria para o Senado, onde também precisa ser aprovada por maioria de dois terços e em dois turnos.

A sessão de votação do parecer apresentado pelo relator Samuel Moreira (PSDB-SP) começou por volta das 10 horas.

Com o apoio de partidos do chamado centrão, foram derrubados pedidos da oposição para inverter a ordem dos trabalhos e pela retirada de pauta da proposta.

O secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, acompanhava pessoalmente os trabalhos na comissão e chegou até a se sentar ao lado do relator para conversar sobre a proposta.

Orientação dos partidos

Antes da votação nominal, os líderes dos partidos se posicionaram sobre a orientação de votação de seus parlamentares.

DEM, PSDB, PRB, PSL, PP, PL, PSD, MDB, Solidariedade, PTB, Podemos, Pros, PSC, Cidadania, Novo, Avante e Patriota orientaram seus deputados a votarem a favor. Já PSB, PDT, PSOL, PCdoB, Partido Verde, PT e Rede orientaram contra a proposta.

O deputado Tadeu Alencar (PE), que falou pelo PSB, afirmou que a proposta mantém “as crueldades e é uma agressão ao direito dos mais pobres”.

Já o deputado Arthur Oliveira Maia (BA), que orientou pelo DEM, afirmou que seria “de fato, faltar ao Brasil” se a reforma não for aprovada. “O Estado não conseguirá pagar se continuar nesse modelo. A reforma é para acabar com privilégios” disse. (Exame)

Últimas Notícias : Pages : FM Integração

Sexta 24 Setembro 2021 Notícias
O Banco Central confirmou na última quinta-feira (23) a aprovação de medidas para prevenir ou reduzir fraudes em serviços de pagamento. As novidades afetam diretamente plataformas como o PIX, que...
Sexta 24 Setembro 2021 Notícias
Nesta época do ano, principalmente na zona rural, o tempo seco e a baixa umidade do ar favorecem o surgimento de incêndios florestais. Nos últimos dias a cidade em várias regiões, viu de perto as...
Sexta 24 Setembro 2021 Notícias
A Administração Municipal através da Diretoria de Obras, após processo licitatório contratou a empresa Holanda para a construção da sonhada área de lazer localizada na entrada do jardim santa...