O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou nesta quarta-feira (12) que testou positivo para o novo coronavírus. Em mensagem publicada em sua conta no Twitter, Doria escreveu que segue o príncipio da total transparência "com que temos lidados com a pandemia".

"Informo que fui diagnosticado com Covid-19. Estou bem, sem sintomas. Seguirei trabalhando de casa, cumprindo as recomendações médicas de isolamento. Tenho fé em Deus que vou superar a doença", escreveu.

Em vídeo publicado na mesma rede social, Doria afirmou que este foi seu sexto teste para detecção da doença. “Vou para minha casa, vou seguir o protocolo médico, orientação do doutor David Uip, infectologista integrante do Comitê de Saúde do estado de São Paulo. De lá, manterei a minha relação com todos setores do governo de São Paulo, pelo Zoom, pelo celular, por videoconferência, e vou seguir o protocolo da saúde", disse o governador.

“Durante os próximos dez dias, estarei cumprindo esse protocolo. Aproveito para pedir a você que está na sua casa: se proteja, siga também os protocolos da saúde. Tudo isso vai passar, a vacina vai chegar e o Brasil terá um novo momento livre do coronavírus. Até lá, temos que fazer esse enfrentamento, seguir o protocolo e obedecer a saúde.”

Em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o vice-governador de São Paulo e secretário de governo, Rodrigo Garcia, afirmou que Doria está assintomático, mas cumprirá isolamento em casa como determina o protocolo do estado.

"Todos nós pedimos para que ele possa continuar assintomático e, logo logo, retornar ao trabalho. Nesses próximos dias estarei aqui na condição de vice-governador transmitindo as mensagens do nosso governador João Doria junto com nossa equipe de trabalho, dando continuidade a todos os projetos e todos os trabalhos do governo de SP", disse.

Garcia disse ainda que Doria não pedirá licença do cargo porque, com as ferramentas de comunicação disponíveis hoje, continuará dando as orientações para sua equipe e para o próprio vice-governador a partir de sua residência. (Murillo Ferrari, da CNN Brasil)

Últimas Notícias : Pages : FM Integração