A Polícia Civil investiga o desaparecimento da moradora de Conchas (SP) Rogéria Aparecida Moises Galastri, de 39 anos, que sumiu no dia 22 de novembro após pegar um ônibus no Terminal Rodoviário da cidade com destino a Botucatu (SP).

Em entrevista ao G1, o irmão de Rogéria, Ari Aparecido Moises, contou que ela saiu de casa para visitar o pai, que também mora em Conchas. Porém, foi vista na rodoviária em um ônibus e a família não recebeu mais notícias.

“Primeiro ela foi até a casa da minha mãe e falou que ia na casa do namorado. Foi para a casa do namorado e disse que ia visitar o pai. Porém, ela sumiu. Foi então que soubemos que ela tinha ido até a rodoviária e pegado um ônibus com destino até Botucatu. Imagens da rodoviária mostram ela no ônibus. Ligamos para ela, mas o celular só dá caixa postal. Estamos apavorados”, contou ao G1.

Ari afirma que Rogéria sofre de depressão e faz tratamento com medicamentos.

 

“Ela sempre foi muito tranquila, mas ultimamente está tomando remédio para depressão após uma separação. Estamos muito preocupados e queremos muito achá-la. É uma situação muito desesperadora”, diz.

 

Ainda de acordo com o irmão, buscas estão sendo feitas pela cidade e também em Botucatu.

“Soubemos que ela foi vista em uma avenida de lá, mas por enquanto nada concreto e só boatos. Vamos continuar fazendo nossas buscas até encontrá-la”, ressalta.

Investigação

 

O desaparecimento foi registrado na delegacia de Conchas nesta segunda-feira (27) pela mãe de Rogéria. Segundo a Polícia Civil, equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu (SP) foram comunicadas sobre o desaparecimento da mulher.

Ainda segundo a polícia, o boletim de ocorrência também foi encaminhado para o Terminal Rodoviário das duas cidades e para a empresa de ônibus de Botucatu. Ainda não há pistas sobre o paradeiro de Rogéria e o caso será investigado.

Fonte:G1

Últimas Notícias : Pages : FM Integração