A Diretoria Municipal de Saúde, atualizando o quadro de casos confirmados, suspeitos e descartados de coronavirus em São Manuel, neste sábado, 16, informa que permaneceram inalterados em 109 os casos de pacientes notificados, aumentando para 76 os descartados.

Dos casos internados temos: 2 pacientes positivos no HC da Unesp (um na enfermaria e outro na UTI) e caiu para 2 os casos ainda aguardando resultados de exames que estão internados no ambulatório COVID no hospital local. O resumo de todos os 109 casos notificados de coronavirus na cidade se apresenta da seguinte maneira:

-76 casos foram DESCARTADOS; ou seja, não se tratam de casos relacionados à doença; aumentando em 3 os caso com relação ao dia de ontem;

-25 casos POSITIVOS, encontram-se na seguinte situação: 2 pacientes internados no Hospital das Clínicas da Unesp em Botucatu (um na enfermaria e um na UTI), 5 pacientes em isolamento social se recuperando em suas residências, 17 estão curados e tivemos uma pessoa que veio a óbito.

-Caiu para 8 os casos suspeitos estão que AGUARDANDO RESULTADO DE EXAMES sendo: 2 pacientes internados no ambulatório do COVID no hospital local (ontem eram 4), um óbito em investigação e 5 demais casos encontram-se em isolamento social em suas residências.

Os casos positivos de coronavirus no Município estão espalhados por 19 bairros, dos 66 existentes, que estaremos dando publicidade a partir da próxima semana.

O quadro apresentado hoje pela Diretoria de Saúde traz uma melhora com relação aos números apresentados no dia de ontem, que pode ser considerado, até o momento, como o dia de maior pico do número de pacientes Notificados.

A população que apresenta Síndrome Gripal e não se enquadra para notificação e coleta de exame, de acordo com o Protocolo do Ministério da Saúde é acompanhada pela Equipe do Coronavírus de São Manuel e orientada quanto ao isolamento social de 14 dias.

TESTES Recebemos no último dia 7 de maio, 400 testes rápidos da Secretaria Estadual de Saúde, que estão sendo aplicados nas seguintes situações, seguindo o protocolo do Ministério da Saúde:

1- Profissionais de saúde em atividade na Atenção Primária à Saúde (APS), hospitais, pronto-socorro e unidades de pronto atendimento (UPA);

2- Profissionais de segurança pública em atividade;

3- Pessoa com diagnóstico de síndrome gripal (SG) que residam no mesmo domicílio de um profissional de saúde ou segurança em atividade;

4- Pessoas com 60 anos ou mais.

Os testes devem ser aplicados em pessoas cujos sintomas compatíveis com síndrome gripal tenham se iniciado há pelo menos 8 dias. Nos casos de profissionais de saúde e segurança pública, solicita-se adicionalmente que a pessoa esteja há 72 horas assintomáticos.

Últimas Notícias : Pages : FM Integração