Botucatu - Uma colaboração entre unidades da Unesp, governo estadual do Amapá e Programa Brasil Mata Viva (BMV) possibilitará que Botucatu receba medicamento e teste para a detecção de anticorpos contra o coronavírus SARS-CoV-2 doados pelo Centro Político-Social da Rússia.

O lote de materiais da Rússia é formado pelos remédios Molixan e Tubociclin (em quantidade necessária para o tratamento de 90 pacientes cada um), além de 35 kits de testes para os anticorpos. Os medicamentos foram testados na Rússia, com resultados promissores. O país teve uma das menores taxas mundiais de letalidade por Covid.

Apesar dos excelentes resultados e da aprovação, inclusive da Food and Drug Administration (FDA), agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, a autorização para a utilização dos medicamentos no Brasil depende da observância adicional de protocolos e diretrizes da Anvisa. Em 2019, o Amapá firmou Acordo de Cooperação com o Centro Político-Social da Rússia para intercâmbios acadêmicos e questões ambientais. Com a pandemia, a instituição russa ofereceu ao parceiro os testes e medicamentos. Porém, sem estrutura laboratorial adequada no Amapá, com anuência do Centro Político-Social da Rússia, fez parceria com o BMV e a Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu para que os materiais fossem usados pela Faculdade de Medicina. Unesp e Amapá estão em tratativas para viabilizar a doação e entrega do material em São Paulo.

Fonte:(Jcnet)

Últimas Notícias : Pages : FM Integração