O motorista pode preparar o bolso. Depois de quase seis meses de congelamento por causa da pandemia de coronavírus, o preço do pedágio nas rodovias concedidas estaduais paulistas será reajustado entre esta segunda-feira, 23 de novembro, e 1º dezembro, primeira terça-feira do mês. Os valores foram publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (20).

A atualização da tarifa segue os critérios contratuais, com a correção de inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indexador oficial do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), acumulado entre julho/2019 e junho/2020, segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

O reajuste deveria ter entrado em vigor em 1º de julho, conforme estabelecido no contrato válido para as rodovias das três primeiras etapas do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, mas foi postergado em razão da pandemia da covid-19.

Em razão dos arredondamentos, dezenove praças de diferentes rodovias não terão reajuste na tarifa paga pelos usuários.

O reajuste de tarifa da Arteris ViaPaulista entra em vigor à meia-noite desta segunda-feira (23), conforme estabelecido em contrato de concessão. As tarifas serão reajustadas em 3,17%, com base na evolução do IPCA, entre setembro/2019 e setembro/2020.

As tarifas contratuais das concessionárias que integram as primeiras e segunda fases do programa de concessões, bem como as do Rodoanel nos trechos Leste, Sul e Oeste e as da Entrevias, serão reajustadas em 1,88% – índice relativo ao IPCA acumulado entre junho de 2019 e maio deste ano.

Duas das concessionárias da primeira fase são da região: Rodovias do Tietê e Via Rondon, além da CCR Autoban, AB Colinas, Ecovias, Intervias, Renovias, CCR SPVias e CCR ViaOeste. Pertencem ao segundo lote as concessionárias CART, Ecopistas, RodoAnel, Triângulo do Sol, Rota das Bandeiras, SPMar e Tebe.

As tarifas da Rodovia dos Tamoios terão reajuste de 2,13%, de acordo com as previsões contratuais. As cinco praças do sistema remanescente da concessionária Centrovias e, atualmente, administradas pela concessionária Eixo-SP, não terão alteração, pois já tiveram suas tarifas calculadas em outro processo, cujos valores estão em vigor desde 15 de maio deste ano, no início da nova concessão.

Os novos preços praticados nas praças de pedágio da Arteris ViaPaulista, com reajuste médio de 3,17%, começam a vale a partir da zero hora desta segunda-feira (23).

Na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), a Rodovias do Tietê passará a cobrar R$ 5,60 (por eixo) para veículos de passeio e comercial leve, além de R$ 2,80 para motocicletas. Valores são debitados nos dois sentidos da pista.

Ainda na Rondon, a praça de Anhembi terá pedágio de R$ 8,00 (veículos de passeio e comerciais leves) e R$ 4,00 para motocicletas. Em Areiópolis, o valor será de R$ 6, 30 (veículos de passeio e comerciais leves) e de R$ 3,15 para motocicletas. Já em Conchas o reajuste levará os motoristas a desembolsar R$ 7,10 (veículos de passeio e comerciais leves) e R$ 3,15 para motos. Ainda na Marechal Rondon, quem trafegar até Agudos pagará R$ 6,10 e R$ 3,05. As cobranças, em todos os casos, são feitas nos dois sentidos da pista.

Pela Rodovia Castello Branco (SP-280), administrada pela CCR SP Vias, a praça existente em Itatinga terá valores em R$ 13,90 para veículos de passeio e comerciais leves. Já na SP 255 (Rodovia João Mellão), em Avaré, o custo total será de R$ 7,60. Nestes casos não há cobranças para motocicletas e os motoristas de carros, caminhões e ônibus pagam nos dois sentidos da pista. (Rádio Integração)

Últimas Notícias : Pages : FM Integração