O candidato a prefeito de Anhembi (SP) que teve o maior número de votos nas eleições não pôde assumir o cargo na última sexta-feira (1º). Miguel Machado (PSDB) teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral e a decisão não cabe mais recurso.

Enquanto isso, o vereador Linderval Mota (PP), o Motinha, assumiu temporariamente o cargo de prefeito após ter sido escolhido como presidente da Câmara na primeira sessão do ano, realizada depois da solenidade de posse dos parlamentares.

A cidade deve ter uma nova eleição para prefeito, mas que ainda não tem data para ser realizada. Já na Câmara Municipal, a maior bancada de vereadores é do PP, com 4 eleitos.

Os vereadores de Anhembi vão representar 6.819 habitantes. A cidade paulista tem um PIB de R$ 154.449.537,00 e um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,721, segundo a última medição do IBGE, que é de 2010. O IDH vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvida a cidade – e tem como base indicadores de saúde, educação e renda. A média no Brasil é de 0,765, segundo dados de 2019 divulgados em 15 de dezembro de 2020 pelo Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD).

Veja quem são os vereadores eleitos:

Odeon, do PV, tem 62 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de aposentado e tem ensino médio completo. Ele não declara nenhum bem como patrimônio.
Rodrigo Moura, do PV, tem 35 anos, é casado e tem superior completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 131.000,00.
Edivaldo da Prefeitura, do PSD, tem 53 anos, é divorciado, declara ao TSE a ocupação de servidor público municipal e tem ensino médio completo. Ele não declara nenhum bem como patrimônio.
Claudio Basques, do PSD, tem 63 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de servidor público municipal e tem superior completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 58.266,71.
Rodrigo Pomba, do PSD, tem 40 anos, é solteiro, declara ao TSE a ocupação de vereador e tem superior completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 35.955,16.
Felipe Abud, do PP, tem 42 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de empresário e tem ensino médio completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 2.235.434,94.
João Tomé, do PP, tem 51 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de servidor público municipal e tem ensino médio completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 315.000,00.
Motinha, do PP, tem 50 anos, é divorciado, declara ao TSE a ocupação de professor de ensino médio e tem superior completo. Ele não declara nenhum bem como patrimônio.
Thiago Becca, do PP, tem 31 anos, é solteiro, declara ao TSE a ocupação de professor de ensino médio e tem superior completo. Ele não declara nenhum bem como patrimônio.

Veja o número de vereadores por partido

PP: 4
PSD: 3
PV: 2

Fonte: Acontece Botucatu\G1

Últimas Notícias : Pages : FM Integração