Agudos - Agudos (13 quilômetros de Bauru) entrará em lockdown neste final de semana, durante três dias, com fechamento de todos os serviços considerados não essenciais e proibição da circulação de pessoas nas ruas entre as 23h59 de quinta-feira (25) e às 23h59 de domingo (28). A medida, segundo a prefeitura, visa à redução da transmissão do coronavírus e do número de mortes pela doença na cidade, que aumentou nos últimos dias. Nesta segunda-feira (22), o município registrou quatro óbitos por Covid-19.

O decreto estabelecendo o lockdown em Agudos foi assinado pelo prefeito Fernando Octaviani (MDB) nesta segunda. Além do fechamento de atividades não essenciais, o chefe do Executivo decidiu antecipar o feriado de Tiradentes, que é comemorado no dia 21 de abril, para a próxima sexta-feira (26). O cumprimento das regras de restrição ficará a cargo da Vigilância Sanitária e da Defesa Civil, com apoio da Polícia Militar (PM).

"Estamos vivendo o pior momento da história do nosso município, uma situação extremamente preocupante e que demanda posicionamento firme da prefeitura e também a colaboração de todos os munícipes", postou o prefeito em seu Facebook. "Não é hora de festa. Não é hora de aglomerações em avenidas, praças ou chácaras. A recomendação é para que todos fiquem em casa nesse período para frear a circulação do vírus".

COMO VAI FUNCIONAR

O decreto determina que, nos dias 26, 27 e 28 de março, ficarão suspensas todas as atividades econômico-sociais, inclusive por delivery, com exceção daquelas consideradas essenciais, como farmácias e drogarias; postos de combustíveis e distribuidoras de gás; hotéis, com atendimento exclusivo de hóspedes; serviços de segurança pública e vigilância; serviços de saúde, saneamento, energia elétrica e funerários e indústrias.

Ainda segundo o decreto, ficará proibida a circulação de pessoas em espaços e vias públicas ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas, além da realização de festas ou eventos em ambientes abertos ou fechados. Só estão autorizados deslocamentos para atendimentos emergenciais em unidades de saúde e clínicas veterinárias e para atendimento presencial de extrema necessidade em unidades policiais.

A liberação de circulação durante o lockdown também vale, de acordo com a prefeitura, para quem trabalha em atividades essenciais ou em estabelecimentos autorizados a funcionar; para entrega de bens essenciais a pessoas do grupo de risco; para estabelecimentos que prestam serviços essenciais ou cujo funcionamento esteja autorizado pela legislação e para atividades de extrema necessidade, desde que justificadas.

Fonte: JCnet

Últimas Notícias : Pages : FM Integração

ThumbnailSupremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira (15) rejeitar o recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) que buscava reverter a anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva impostas pela Justiça Federal do Paraná, na Operação Lava...