Requerimento apresentado na sessão de segunda-feira, 3 de outubro, na Câmara de Botucatu, pretende fazer com que o aeroporto municipal Tancredo Neves, possa novamente receber voos comerciais. É este o objetivo, ao menos, da proposta direcionada ao secretário de Desenvolvimento Econônimico, Relações Institucionais e Trabalho, Junot de Lara Carvalho, para que a Azul Conecta, subsidiária da Azul, tenha escalas no município.

Pedido é do vereador Lelo Pagani (PSDB), que justifica a necessidade de se colocar Botucatu como destino regional para voos, tendo em vista a expansão que a empresa tem feito no interior do Brasil. Neste caso, pela subsidiária, que realiza rotas menores, com aeronaves para até nove passageiros. A empresa opera para 39 destinos e possui slots de pouso e decolagem em Congonhas (São Paulo), maior aeroporto onde é autorizada a operar.

“Seria de grande relevância para Botucatu e para nossa região, que nosso aeroporto seja um ponto de embarque e desembarque de passageiros que utilizam os serviços da referida empresa aérea, tornando a cidade ainda mais atrativa, beneficiando a acessibilidade dos usuários desse serviço de transporte em constante crescimento, e fomentando a economia local”, justifica Pagani.

Municipalizado em 2013, o aeroporto “Tancredo Neves” recebe apenas voos de pequeno porte, todos particulares, ou para testes e uso da fábrica da Embraer, instalada nas imediações.  Inaugurado na década de 1940, o espaço possui pista com 1.500 metros de extensão por 30 de largura, seis hangares e estrutura para receber aeronaves de pequeno e médio porte. Em média, são 40 voos mensais realizados no aeroporto local.

Em 2016 o aeroporto de Botucatu foi excluído de um plano de expansão da aviação regional, pelo então governo do presidente Michel Temer. Seriam investidos R$ 20 milhões para expansão da pista, reforma da torre de controle, bem como do terminal de passageiros.

Durante entrevista a uma rádio local, em fevereiro de 2020, o prefeito Mário Pardini (PSDB) cogitava devolver a estrutura ao governo estadual, para que pudesse ser incluído em projetos de privatização, como ocorreu com os existentes em Avaré/Arandu, Bauru e o de São Manuel.

O de Bauru, por sinal, passará a receber voos da Latam, em 2022, para conexões com o aeroporto internacional de Guarulhos. Após a concessão à Rede  Voa, o local poderá receber, ainda, escalas para voos com destinos para a América do Sul e outros pontos do Brasil.

 

Fonte: Jornal Leia Notícias – Flávio Fogueral

Últimas Notícias : Pages : FM Integração

Sábado 23 Outubro 2021 Notícias
A Unesp está com inscrições abertas para concursos de empregos públicos técnico-administrativos em diversas unidades universitárias. São, ao todo, 30 vagas, em 24 editais. As inscrições se iniciaram...
Sábado 23 Outubro 2021 Notícias
A Guarda Municipal de Botucatu prendeu no início da noite desta sexta-feira, 22, um homem que danificou objetos do Terminal Rodoviário da cidade. A equipe GEPOM foi solicitada através do 199, já que...
Quinta 21 Outubro 2021 Notícias
Um homem, não identificado, mostrou seu órgão genital para uma adolescente em Jaú. O caso aconteceu na tarde da última segunda-feira (18) por volta das 17h. A menina, que retornava para a casa, foi...