Pai e filho foram detidos pela Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar (PM), por suspeita de envolvimento no assassinato de um homem de 31 anos, ocorrido na noite de sábado (22), em Vitoriana, Distrito de Botucatu. Um terceiro suspeito, de 22 anos, apontado pela polícia como autor do disparo que matou a vítima, teve prisão temporária decretada, mas seguia foragido até o fechamento desta edição.

Conforme divulgado ontem pelo JC, Rosinaldo de Jesus Souza, 31 anos, levou um tiro no peito, por volta das 20h40, e caiu no chão do quarto de sua residência, que fica na rua Pedro Delgado Vinhas. Quando a Polícia Militar (PM) chegou, constatou que ele estava morto.

Após diligências, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), apurou que a vítima havia se desentendido recentemente com vizinhos, pai e filho, de 48 e 17 anos. Nesta segunda-feira (24), policiais civis e militares conduziram os dois até a DIG.

No quintal da casa dos suspeitos, as equipes localizaram uma carabina de pressão adaptada para munição de calibre 22. A arma estava escondida em um saco de ração. Segundo a Polícia Civil, pai e filho admitiram que haviam fornecido a arma para o autor do disparo.

De acordo com a polícia, investigações revelaram que os dois eram amigos de Souza até pouco tempo. Após uma discussão, os vizinhos passaram a trocar ameaças e agressões. No dia do crime, ainda segundo a polícia, os três teriam se envolvido em nova confusão.

Na ocasião, suspeitos e vítima chegaram a se armar com facão e tijolos. A companheira de Souza contou à polícia que estava dormindo quando ouviu o disparo e, na sequência, o marido apareceu ferido na porta do quarto e caiu.

O homem de 48 anos teve a prisão temporária decretada por trinta dias. Já o adolescente foi apreendido. Até o fechamento desta edição, a polícia fazia buscas pelo terceiro suspeito.  (Jcnet)

Últimas Notícias : Pages : FM Integração