Após receber denúncia, a Polícia Civil apreendeu, na manhã desta terça-feira (2), na Santa Casa de Bocaina, cilindros de oxigênio que estariam sendo retirados do local pela empresa fornecedora ainda cheios. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) declarou que um inquérito será instaurado para apurar a ocorrência de suposto crime contra a administração pública.

Segundo a SSP, dois cilindros foram apreendidos - um cheio e outro com um terço de sua capacidade - para serem periciados. "O entregador, e responsável pela empresa, foi conduzido à Delegacia de Bocaina, sendo liberado após prestar declarações", informa.

 
A reportagem entrou em contato com a gerente administrativa do hospital que acompanhou a operação, Valquíria de Souza Amaral, através de mensagem do WhatsApp, mas, até fechamento desta edição, ela não havia respondido os questionamentos.

Em nota, a Prefeitura de Bocaina diz que, assim que soube do fato, o prefeito Marco Antonio Giro (DEM), o Pipoca, determinou a abertura de sindicância para apuração de responsabilidades e se colocou à disposição das autoridades para esclarecimentos.

"Esclarecemos, ainda, que a Santa Casa de Misericórdia somente cede espaço físico para acondicionamento e armazenamento dos 'tubos de oxigênio' utilizados para o atendimento dos pacientes atendidos pela rede municipal de saúde", alega o Executivo. (Jcnet)

 

Últimas Notícias : Pages : FM Integração

Thumbnail Um jovem de 18 anos invadiu uma escola de ensino primário no município de Saudades, no oeste do estado de Santa Catarina, nesta terça-feira (4) e matou ao menos três crianças e duas professoras. Segundo informações da Polícia Civil, ele portava um facão e golpeou alunos e...