19 anos
a Primeira da cidade

19 anos
a Primeira da cidade

IMG-20230405-WA0173

Capitão e cabo matam sargento a tiros em batalhão na zona sul de São Paulo

Na tarde desta quarta-feira (5), um capitão e um cabo da Polícia Militar mataram a tiros um sargento em um batalhão no Jardim Santa Emília, zona sul de São Paulo.

O capitão Francisco Laroca, responsável pela Coordenadoria de Operações da PM do Estado de São Paulo, disparou três vezes contra o sargento Rulian Ricardo ao ser desentenderem dentro da 4ª Companhia do 46º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano. O motorista que acompanhava Laroca, o cabo identificado como Rizzo, efetuou um quarto disparo.

Rulian foi atingido no pescoço e na região do tórax. Ele foi prontamente socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo, “todas as providências de Polícia Judiciária Militar estão em andamento e a Corregedoria da Instituição acompanha as apurações”.

Perguntada, a pasta não disse se o capitão e o cabo foram presos. Inicialmente, Laroca e Rizzo estavam no local para apartar um conflito entre Ricardo, a vítima, e uma policial.

Ricardo teria ficado inconformado com a abordagem do capitão e apontado um revólver calibre 32 contra ele, segundo relato do próprio Laroca, ocasionando a reação.

Laroca é capitão da PM paulista desde novembro de 2020. Antes disso, ele esteve no Corpo de Bombeiros, também como capitão, por 12 anos.

O capitão também é suplente na Câmara Municipal de São Paulo. Filiado ao PSB (Partido Socialista Brasileiro), ele obteve 2.275 votos na última eleição.

Rulian ingressou na corporação em junho de 2006. Em 2020, quando atuava em Franca, no interior paulista, ele salvou uma criança que havia se engasgado com uma moeda de R$ 0,10 e foi homenageado na cidade. (Folhapress)

plugins premium WordPress