19 anos
a Primeira da cidade

19 anos
a Primeira da cidade

FB_IMG_1671467450842

São Manuel: Justiça Eleitoral anula votos de cinco partidos por fraude à cota de gênero e oito vereadores podem perder mandato

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) publicou, nesta segunda-feira (19), uma decisão que anula os votos obtidos por cinco partidos suspeitos de se beneficiarem com “candidatas laranjas” nas eleições municipais de 2020, em São Manuel. Os acusados podem recorrer.

A suposta fraude estaria relacionada a mulheres que teriam se candidatado apenas para cumprir a cota mínima de participação feminina nas chapas eleitorais. Com a decisão, o TSE decretou a nulidade de todos os votos obtidos pelos partidos PSB, PSDB, PDT, Republicanos e PSD.

Diante disso, os vereadores Hionita Verniano Peres Cequinatto (PSB), Ricardo Antonio de Sousa (PSDB), Jacó Ferreira dos Santos (PDT), Rubens José da Silva (PDT), Paulo Roberto Zapparoli (PSD), Ailton Leite dos Santos (PSD), Antônio Beneti Junior (Republicanos) e Kleber Henrique Benvindo Alves Barbosa (Republicanos) podem perder o mandato na câmara de vereadores.

A sentença ainda cabe recurso e todos podem se manter no cargo até esgotarem as possibilidades de defesa.

Candidaturas laranjas

A fraude acontece quando partidos indicam mulheres como candidatas, mas elas, na verdade, não participam da disputa, não fazem campanha para si e ainda apoiam outras pessoas, apenas com o objetivo de validar a chapa, cumprindo a cota mínima de 30%, definida pelo TSE.

Dentre as candidaturas consideradas laranjas, estão Simone Portella (PSB), Olívia Mendes (PSDB), Elisa Carolina Bortolotto Alves (PDT), Maria Jaquelina Rodrigues dos Santos Cruz (REPUBLICANOS), Gisele Cristina dos Santos Escorce (PSD) e Sandra Aparecida Spadim Roda (PSD).

A reportagem entrou em contato com a Câmara Municipal de São Manuel, mas devido ao recesso de fim de ano, não obteve um posicionamento dos vereadores.

plugins premium WordPress