18 anos
a Primeira da cidade

18 anos
a Primeira da cidade

Botucatu tem o maior número de crianças infectadas por covid19 no centro-oeste paulista

Autoridades de saúde de cidades do centro-oeste paulista acenderam o sinal de alerta para um problema que até o ano passado não causava tanta preocupação no cenário da pandemia: o aumento nos casos positivos de Covid-19 em crianças.

No início da pandemia, muito mais idosos e pessoas com comorbidades eram diagnosticados com a doença. Até então, as crianças faziam parte de um grupo que praticamente não apresentava sintomas e só tinha casos mais leves da doença.

Neste ano, porém, o aumento de casos de coronavírus em crianças vem chamando atenção em cidades como Marília e Botucatu.

Em Marília, a faixa de 0 a 9 anos teve uma alta de registros da doença de 168%: de 377 casos em 2020 para 1.008 diagnósticos apenas nesses primeiros meses de 2021. Na faixa etária de 10 a 19 anos, o aumento de casos foi de 221%, de 536 em 2020 para 1.719 neste ano.

sse cenário já é sentido nos leitos hospitalares da cidade, onde a ocupação para esta faixa de idade cresceu 100% apenas nos primeiros meses de 2021 em relação ao ano passado.

Na Santa Casa de Marília, o número de crianças internadas na UTI teve uma alta no início do ano: em março eram seis leitos desse tipo ocupados e em abril passou para dez.

A preocupação em Botucatu é porque a cidade lidera a lista no centro-oeste paulista dos principais municípios onde o registro de crianças de 0 a 9 anos é o maior entre os contaminados: na cidade, 7,3% dos diagnósticos positivos são dessa faixa etária.

Na sequência desse ranking aparecem as cidades de Marília, com 4,4% (1.008 casos), Ourinhos, com 4,3% (471 casos), e Bauru, com 2,2% (890 casos), segundo dados do governo de São Paulo.

Fonte: Portal G1