19 anos
a Primeira da cidade

19 anos
a Primeira da cidade

IMG-20221010-WA0106

Mãe do jornalista César Tralli é uma das vítimas da queda do avião na represa Jurumirim

O acidente aconteceu por volta das 16h30. A outra vítima é Euclides Brosch, de 78 anos, que pilotava o hidroavião.

O acidente com a aeronave Petrel 100, prefixo PU-EAM, um modelo hidroavião, ocorreu perto do condomínio Terras de Santa Cristina VIII, às margens da Represa de Jurumirim.

Moradores viram a aeronave na água e acionaram o resgate. Os dois corpos foram resgatados da água e levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Taquarituba. O corpo de Edna Tralli foi levado para a capital paulista, enquanto o do homem seguiu para Jundiaí.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) informou que investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV), órgão regional do Cenipa, foram até o local do acidente para fazer a fazer a perícia.

“O objetivo das investigações realizadas pelo Cenipa é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. A conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os possíveis fatores contribuintes”, informou o centro.

Durante a ação, os fiscais vão coletar dados, preservar indícios da causa do acidente, verificar os danos causados à aeronave e apurar informações necessárias ao processo da perícia.

MORTE – O anúncio da morte da sogra foi dado pela apresentadora Ticiane Pinheiro, mulher do jornalista, por meio de um story publicado no Instagram. “Vá em paz, sogrinha”, escreveu Ticiane em uma publicação em que aparece ao lado de Edna. “Já estou com saudade do seu abraço, do seu carinho, das nossas conversas, do seu amor. Te amarei para sempre”, completou.

Rafaella Justus, filha da apresentadora e enteada do jornalista, também prestou uma homenagem na rede social. Em uma postagem em que apareceu ao lado da avó, Rafa escreveu: “Pensa em uma mulher de coração gigante, que não arruma intriga, que é super amorosa e que é uma super vó. Essa era ela, Edna Tralli, a avó que a vida me deu”.

Ela ainda disse que foi um privilégio conviver com Edna, que a ensinou tanto. “Me despedir assim, do nada, foi muito difícil para mim. Estou sentindo muito a sua falta já”, completou Rafaella, chamando a avó de sua “fada madrinha”.

Kiki e Jô Pinheiro, irmãs de Ticiane, também homenagearam Edna nos stories do Instagram. “Você teve uma vida linda aqui na Terra”, afirmou Kiki. Jô falou sobre a convivência e disse que “está difícil demais de acreditar” no falecimento. “Você era muito especial para ir embora tão rápido, tão nova e de uma forma tão trágica”, escreveu.

Até a publicação desta matéria, Cesar Tralli não havia se pronunciado nas redes sociais. (A Voz do Vale)

plugins premium WordPress