19 anos
a Primeira da cidade

19 anos
a Primeira da cidade

1

Tio é preso suspeito de estuprar sobrinha de 12 anos e ameaçar vítima para evitar denúncia: ‘ninguém vai acreditar em você’

Polícia Civil de Capivari (SP) prendeu temporariamente um jovem, de 22 anos, suspeito de estuprar a sobrinha, de 12, na casa da família. As denúncias foram feitas pela avó da adolescente após relatos da vítima sobre o abuso sexual que sofria. O investigado, que é irmão da mãe da garota, foi encontrado Ribeirão do Pinhal (PR), nesta sexta-feira (16) após equipes realizarem buscas no Distrito de Triolândia, no Paraná.

Segundo relato da menina à polícia, o suspeito a ameaçava caso contasse aos familiares e se aproveitava do fato de ter bom convívio com os parentes. “Ninguém vai acreditar em você”, dizia o abusador à vítima.

Na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Capivari, a vítima foi atendida pela psicóloga da unidade, em escuta especializada e confirmou os abusos praticados pelo tio.

Segundo registro da Polícia Civil, os abusos sexuais contra a menor ocorreram entre os meses de fevereiro e abril de 2023, na casa da avó materna, em Capivari. A adolescente mora com o pai e família dele em Rafard (SP), cidade vizinha.

Ainda, conforme relato da avó paterna à polícia, a neta chegou a contar sobre os abusos para uma prima, antes de falar com ela. O investigado, tio da menina da vítima, enviou mensagens à vítima com pedidos de desculpas pelo crime.

À polícia, a mãe da adolescente, que é separada do pai da menina, disse que a garota tinha decidido morar com a família paterna há cerca de dois meses e que soube que o irmão havia abusado da filha por meio da ex-sogra.

No relatório da profissional de psicologia da Delegacia de Defesa da Mulher de Capivari, consta que o tio da menina aproveitava da convivência familiar e de proximidade física e emocional para manter os abusos em sigilo.

“Consta que o tio da menina prevalecia-se da proximidade física, bem como da proximidade emocional, visto que a adolescente sustentava um afeto pelo tio, principalmente por vê-lo como alguém que ela compartilhava seus sentimentos e vivências”, descreve em registro da Polícia Civil.

Após os abusos, o tio ameaçava a menina dizendo que ninguém acreditaria nela, pois eles mantinham um bom convívio.

“Ainda no relatório psicológico, a profissional conclui que a menina confirma ter sido vítima de violência sexual cometida por seu tio materno, que conta com 22 anos de idade, o qual praticou conjunção carnal com a atendida duas vezes, além de outras violências sexuais cometidas por ele”, comunicou a Polícia Civil em nota à imprensa.

Como medida cautelar, a Delegada Titular da DDM de Capivari, Maria Luísa Dalla Bernardina, representou pela prisão temporária do suspeito, bem como mandado de busca e apreensão domiciliar.

O celular do suspeito foi apreendido com autorização judicial para acesso aos dados e continuidade das diligências do caso. O capturado foi encaminhado à Delegacia Participativa de Piracicaba (SP), onde permanecerá recolhido temporariamente, enquanto as investigações seguem em andamento.

Fonte: G1 (Foto: Polícia Civil de Capivari/Divulgação)

plugins premium WordPress